Dia do Agricultor: Qual a Origem da Data e Por que Devemos Comemorar

Dia do Agricultor: Qual a Origem da Data e Por que Devemos Comemorar

Tempo de leitura: 4 minutos

A relação entre o homem e a terra sempre existiu, pode-se dizer. Desde que os seres humanos perceberam que a terra poderia suprir suas necessidades básicas e ajudá-los a construir objetos, casas e outros materiais, passaram a fortalecer esse vínculo, estabelecendo e celebrando, na data de 28 de julho, o Dia do Agricultor.

Data que faz referência aos anos de lutas que os pequenos, médios ou grandes agricultores da história do Brasil enfrentaram para fazer de sementes grandes árvores frutíferas, hortaliças e matérias-primas para alavancar a economia.

Que talvez você e muitas pessoas saibam que o Dia do Agricultor se comemora na data de 28 de julho é fato, mas será que conhecem a origem dessa tradição?

Não? Tudo bem, não se preocupe! Neste artigo apresentamos isso e falamos sobre a importância de se comemorar esta data.

Acompanhe e fique por dentro desta importante tradição que ajuda a abastecer a mesa de muitos brasileiros.

Qual a origem do Dia do Agricultor?

Podemos dizer que a origem do Dia do Agricultor, neste país, é fruto de uma série de eventos que atravessaram a sua história, desde a época da colonização, que remonta o século XV. Não foi, assim, um fato isolado.

A história do Brasil está sedimentada de casos que demonstram que o país sempre guardou relação com o plantio, assim como outras nações desenvolvidos ou subdesenvolvidos.

Quando os portugueses chegaram ao país, instalaram-se em zonas que pudessem oferecer não só uma visão privilegiada do mar ou do rio — estratégia para identificar as ameaças e defender o território —, mas também em locais onde a terra fosse capaz de gerar riquezas: a plantação de cana-de-açúcar é um exemplo nesse sentido.

Atracaram em diversos territórios, sendo um deles a região que hoje é conhecida como Pernambuco. Esta era uma das principais capitanias no Brasil Colônia e uma das maiores produtoras de açúcar.

A plantação de cana-de-açúcar foi essencial para o desenvolvimento do país e, de certo modo, se configura como um dos elementos que fortalece a agricultura.

Entretanto, cumpre ressaltar que antes da chegada dos colonizadores, a agricultura já era praticada pelos índios que aqui viviam. Plantavam castanhas, cocos, raízes, como mandioca e batata, além de milho.

Mais tarde, no Brasil Império, os agricultores passaram a plantar outras sementes, como o café. Este, nesta época, trouxe significativo desenvolvimento para o Brasil, sendo o seu principal motor econômico.

Além de abastecer e economia interna, passou a ser importado para outros países.

Marco histórico: a fundação do Ministério da Agricultura

Então, viu que diversos foram os fatores que contribuíram para se pensar em uma data em que fosse possível celebrar o Dia do Agricultor?

Além dos que foram citados, outro foi crucial: a fundação do Ministério da Agricultura, em 28 de julho de 1960, no governo de Juscelino Kubitschek. Por essa razão, o Dia do Agricultor é celebrado nesta mesma data.

A criação deste órgão marca a história no Brasil no que diz respeito ao fortalecimento das políticas públicas voltadas para o desenvolvimento da agricultura.

Por que devemos comemorar essa data?

Ao longo da história do Brasil e do mundo, como vimos, o agricultor sempre desempenhou um papel importante para o desenvolvimento da economia.

Além disso, foi um dos principais responsáveis por abastecer a mesa de brasileiros e pessoas de outros países com alimentos, como feijão, arroz, macaxeira, inhame, laranja etc.

Por essa e outras razões, o agricultor, hoje, possui ampla relevância para a sociedade, assim como também para a economia nacional e internacional.

Dia do Agricultor: Qual a Origem da Data e Por Que Devemos Comemorar

A título de exemplo, vale dizer que o Brasil é um dos países que mais produz café, cana-de-açúcar, laranja e soja. Em relação a isto, fica atrás apenas dos Estados Unidos. Neste cenário podemos sentir o peso do agricultor para a economia local.

A agricultura, assim como outros setores de exploração da sociedade, a exemplo do extrativismo, pertence ao setor primário da economia, pois se encarrega de produzir, além de alimentos, as matérias-primas para a fabricação de mercadorias, como porta, mesa, lápis, papel, casas, entre outras.

Em outras palavras, o que estamos querendo dizer é que os agricultores são a base da formação das sociedades.

Através deles, da técnica e da terra, podemos nos alimentar e nos proteger, assim como desempenhar funções como escrever e pintar, entre outras.

Como podemos observar, os agricultores têm grande importância para a sociedade e merecem uma homenagem justa que seja capaz de reconhecer seu grande valor.

Estão conosco desde os primórdios gerando riquezas, empregos e exportações. Celebrar junto com eles essa data é um ato de carinho, respeito e consideração.

Quer complementar algo sobre o assunto? Deixe aqui embaixo nos comentários.

Deixe seu comentário