Várias pessoas deixaram o email para receber os melhores conteúdos e informações do universo agro. Quer receber também?

A Grande Contribuição das Novas Tecnologias para a Agricultura

Novas tecnologias Agricultura

O agronegócio, assim como outros tantos setores, também foi impactado diretamente pela evolução tecnológica.

O surgimento de novas ferramentas e funcionalidades modernas veio para facilitar a vida do produtor rural, a fim de dinamizar o serviço e gerar mais lucro.

Além disso, a necessidade de inovação se faz para a competitividade do mercado, que se alimenta de novas técnicas para crescer.

Diferentemente de épocas passadas, onde não existia uma precisão das informações do campo, onde as técnicas empregadas eram baseadas apenas no conhecimento manual dos agricultores e onde as máquinas ajudavam somente para movimentação, agora os produtores rurais contam com inúmeras tecnologias que os auxiliam no dia a dia.

Agricultura de Precisão (AP)

Tais tecnologias geram precisão em cada etapa de produção, e é por isso que a Agricultura de Precisão (AP) vem ganhando cada vez mais espaço no campo.

Esse sistema de precisão vem sendo implementado em diversos tipos de produção, desde agrícolas até o agronegócio, com o objetivo de reduzir os custos operacionais, gerar segurança e aumentar a produtividade.

O sistema de gestão da Agricultura de Precisão leva em consideração os aspectos de solo, fertilizantes, produtividade, ervas daninhas, doenças e pragas para uma atividade precisa.

Os dados coletados pelas máquinas é que irão determinar o que será feito na área. Todo o planejamento da Agricultura de Precisão é feito por agrônomos e programadores, que dão ordem para as máquinas executarem tarefas precisas.

Isso só é possível se aliarmos a mão de obra especializada e orientada para as novas tecnologias com as novidades tecnológicas. Essas tecnologias precisas são aplicadas em novos tratores, GPSs, análise de solo, controladores de aplicação, diversos tipos de sensores, utilização de máquinas modernas e de sistemas integrados.

Leva-se muito em consideração que, por conta da variabilidade do solo, é necessário um estudo minucioso sobre o mesmo para que as ações sejam direcionadas para cada área de maneira diferenciada.

Assim, é possível atender a demanda de um solo que não está produtivo, por exemplo, e intensificar o trabalho no que está produtivo. É possível também verificar os níveis nutricionais do solo e a ocorrência precisa de pragas, por exemplo.

A partir dessa avaliação técnica feita, o agricultor consegue aplicar e destinar corretamente os insumos e recursos adequados para cada local da produção, aumentando-a consideravelmente.

As tecnologias mais usadas

Como já mencionado, o uso das tecnologias no ambiente do campo, vêm facilitando e muito a vida dos agricultores. As fazendas chamadas “Hi-Techs” são as que mais empregam tecnologias para agricultura.

Além dos sensores de desempenho acoplados à máquina agrícola, são usados dispositivos móveis, drones, big data, máquinas agrícolas super avançadas, entre outras ferramentas.

GPS

O Sistema de Posicionamento Global (GPS) foi um dos primeiros avanços na área. Com ele, é possível ter um completo mapeamento da plantação, amostragens virtuais do solo, monitoramento e inspeção dos processos agrícolas e mapeamento da produção.

O GPS no campo, geralmente é acoplado aos tratores, guiando-os para a plantação de sementes, aplicação de pesticidas e nos processos colheita. Isso possibilita uma redução no tempo de trabalho e uma exatidão do local mais adequado para estas atividades.

Sistemas Integrados

Os sistemas integrados também são grandes aliados. Com eles é possível ter acesso a todos os dados de produção e de KPIs, tendo um maior controle do plantio e da colheita.

Estes podem ser acessados até mesmo no celular, enquanto o produtor está no meio da área de campo.

Sensores

Os sensores também estão sendo muito utilizados pelos produtores. Essa tecnologia possibilita o monitoramento completo das plantas, captando a saúde da plantação, doenças e infecções, o teor de nitrogênio no solo, e a necessidade de irrigação.

Isso facilita a vida do produtor rural, que consegue ter um diagnóstico mais preciso e rápido da plantação, direcionando os recursos e insumos necessários para solucionar demandas.

Drones

Os drones (veja aqui 14 Razões para Investir em Drones) também são outra ferramenta poderosa ao lado do agricultor.

Mais recente que as demais, essa tecnologia permite um monitoramento aéreo em tempo real das atividades de colheita, além de realizar um sensoriamento remoto mais acessível quando comparado ao realizado por satélites.

Estes são capazes de carregar câmeras de alta resolução e diversos tipos de sensores, permitindo a esta tecnologia diversas aplicações.

É possível, por exemplo, detectar pragas mais facilmente e gargalos nos processos de produção, reduzindo perdas de produtos e de dinheiro.

Além disso, possibilita detectar os locais que mais necessitam da aplicação de insumos e remédios mais rapidamente.

Planejamento do Plantio

O planejamento do plantio também passou a ser possível com as novas tecnologias da agricultura de precisão.

Plataformas digitais sensíveis possibilitam que cada muda seja posicionada de acordo com a recomendação do software, evitando erros no momento da plantação.

Tal informação pode ser usada posteriormente no momento da colheita. Alguns equipamentos já existentes conseguem identificar áreas com plantas nocivas, como as daninhas, por exemplo, possibilitando a aplicação de defensivos em áreas precisas.

Big Data

O Big Data é outra tecnologia recente, bastante utilizada no campo. Esse termo descreve o grande volume de dados variados do negócio, armazenados em um local comum.

Com ele, é possível sintetizar todos os dados precisos coletados sobre a plantação, de forma que estas informações sejam compartilhadas entre os funcionários e analisadas de maneira mais rápida para a formulação de estratégias posteriores.

4G

É importante salientar que, com o advento do 4G, a vida do agricultor também foi facilitada. Com ele, as informações do Big Data, podem ser acessadas pelo smartphone em qualquer lugar que o produtor e os funcionários estejam.

Com o 4G é possível monitorar a fazenda em tempo real de outros locais, monitorar o trabalho das máquinas, acessar todas as informações colhidas da plantação, entre outras funcionalidades.

Em resumo

Os benefícios da tecnologia para a agricultura são indiscutíveis. Processos morosos, desgastantes e que demandam de muitos funcionários como era antigamente, demandam maior tempo de produção, mais gastos e são menos produtivos.

Por isso, a tecnologia vem agilizar todos os processos possíveis no campo e fora dele, a fim de gerar mais lucro ao produtor, facilitar a rotina de trabalho e melhorar a qualidade de seus produtos.

Como você vem usando a tecnologia a favor do seu negócio? Conte pra gente aqui embaixo nos comentários.

Deixe seu comentário

Rolar para cima